Total de visualizações de página

Bem-vindo ao Blog do Berçário Pé Pequeno!

Criamos este espaço para que nossos papais, mamães, colaboradores e demais interessados
possam trocar informações sobre o desenvolvimento dos bebês, rotina escolar, assuntos relacionados
ao universo infantil e tudo mais que surgir de inquietação, dúvida, medo, alegria, felicidade, etc, etc, etc...

Ah, você ainda não conhece o Pé Pequeno?
A hora é agora! Entre no site www.passoseguro.com.br e conheça essa querida Escola, instalada há 23 anos no bairro da Mooca, em São Paulo-SP que, ao longo desses anos, tornou-se referência em Ed. Infantil na região.

Não hesite em postar seus comentários. Basta clicar em Nome/URL, digitar o seu nome, e postar.
Vale salientar que para postar comentários você precisa usar um navegador mais avançado, como
Mozilla, Forefox, Google Chrome. O Internet Explorer não suporta.

Todos os comentários são muito bem vindos!

terça-feira, 24 de setembro de 2013

O impacto de um pai

Não deixem de assistir a esse lindo vídeo:


video

Momentos preciosos

Outro dia estava na porta da Escola e uma mãe veio me perguntar se era eu mesma que escrevia as Notícias. Como que eu encontrava inspiração em escrever...
Tenho uma amiga fotógrafa. Toda vez que entro no Instagram para ver as novidades, deparo-me com as lindas fotos da minha amiga embelezando aquelas páginas repletas de informações alheias. Fotos de um simples pato no parque do Ibirapuera, ou das núvens no crepúsculo. Coisas que se repetem diariamente tornam-se mágicas e únicas ao passarem pelas lentes de sua câmera.
Aqui é a mesma coisa, eventos simples, rotineiros para muitos, tornam-se únicos ao olhar de quem procura dar um sentido um pouco mais profundo à vida.
Hoje ajudei no almoço do B1.  Eu adoro dar de comer para esses pequenos. Alegro-me com aquele que aprendeu a saborear e deglutir com facilidade. Fico estupefata com as "bocas nervosas" que rondam esse nosso Berçário.
Aí me pego a filosofar: como é fácil agradar um bebê. E como é honesto agradar um bebê. Como é verdadeiro agradar um bebê. Basta colocar amor em tudo o que se faz. Amor ao oferecer um alimento. Amor em brincar. Amor em trocar, banhar, fazer uma massagem. E se você gosta de bebês, sabe que o que tem de mais fácil é amar um serzinho desses.
Já na vida adulta não é assim. As pessoas, cada vez mais, esquecem de fazer as coisas por amor. Ainda que a vida adulta permita a reflexão, o discernimento, a crítica, que nem sempre estão de acordo com o que o outro faz ou pensa.
Na vida adulta as pessoas julgam o tempo todo: se come demais é porque é guloso, se come de menos é que é fresco. Se luta e batalha é porque é ambicioso, se senta e chora é porque é depressivo. Ninguém é suficientemente bom aos olhos do outro. Mas será que olhamos o outro, de fato? 
Já dizia o ditado, amor com amor se paga. O bebê é assim, você alimenta e quando termina, ganha aquele sorrisão. Você dá banho e quando menos espera ganha pernadas na água de alegria. E os adultos?
Sábado tivemos nossa primeira oficina do Ciclo de Oficinas de Pais e Bebês - Culinária.
A alegria da criançada em poder mexer na massa, confeccionar os biscoitos e depois vê-los prontos e comê-los não tem preço. Foram momentos intensos de amor, de satisfação e de plenitude (confiram as fotos no Facebook). Como diria o Pequeno Príncipe, "foi o tempo que perdeste com a tua rosa que fez a tua rosa tão importante". Foram 60 minutos de um sábado, dedicados aos pequenos, que fizeram desse momento algo inesquecível.
No mês que vem teremos mais. Mais um dos momentos ímpares que a vida nos proporciona.
Boa semana a todos,

Priscila Zunno Bocchini

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Você já plantou uma árvore?

"Todo home deve na vida plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho".
E a semana termina em um lindo dia de sol, que nos acompanhará durante todo o final de semana. 
Hoje, andando pelas ruas do bairro, coloquei-me a observar as árvores. Algumas já floridas, anunciando a chegada da primavera no final do mês. Outras secas, que parecem sem vida, mas aguardando a estação das frutas para brotar iguarias que nosso país tem em abundância.
A cada dia temos menos tempo para observar as flores, as árvores, a natureza. A cada dia plantamos menos e compramos mais. A cada dia vamos nos esquecendo um pouquinho da Mãe Natureza.
Aqui na Escola plantamos uma muda de laranjeira em um vaso da horta. Ela brotou e está cheia de frutos e flores. É tão simples plantarmos uma árvore. Muito mais simples que escrever um livro, e muuuuuito mais simples que ter um filho.
Deixo pra vocês a pergunta desse provérbio cuja autoria é desconhecida: Você já plantou uma árvore? 
E amplio a pergunta. Se já plantou, o que faz para mantê-la viva?

#ficaadica

Bom final de semana,

Priscila Zunno Bocchini


terça-feira, 3 de setembro de 2013

Hábitos Saudáveis

Fiquei sabendo da segunda Disney Magic Run em cima da hora e não pude participar nem divulgar. Mas, vi no facebook que algumas mães participaram e gostaria que me enviassem fotos para postarmos no blog. É sempre muito bom vermos nossos pequenos pegando gosto por hábitos saudáveis desde cedo. Existem várias corridas infantis, algumas com bebês no carrinho, outras com crianças andando com os pais, outras sozinhas. O clima é sempre muito agradável, muita música, diversão, animação, bexigas, colorido. Vale a pena conferir. E dessa vez, na Disney Magic Run,  houve uma espécia de parada da Disney acompanhando a corrida. Lindo né? 
Ainda falando em hábitos saudáveis, quero comentar sobre alimentação. Eu acompanho os almoços da Ed. Infantil e Berçário quase que diariamente. Experimento os alimentos preparados pela Tia Dina e Tia Vera com tanto carinho. Oriento as crianças no pegar a colher, colocar no prato apenas o que vai comer, experimentar antes de dizer que não gosta, sentar-se à mesa com educação e respeito, comer com calma e de boca fechada. Todavia, parece que tudo o que oriento acontece pelo avesso. Cada dia mais as crianças querem comer andando, com 4 anos ainda estão segurando a colher de punhos cerrados ao invés da pega correta (como se pega um lápis), as novidades são rejeitadas, sem ao menos experimentar o sabor, a calma e o silêncio não existe. Então, fico me perguntando sobre os hábitos saudáveis na hora da refeição. Quem pratica?
Pode parecer cedo, mas um bebê de um ano já deve sentar-se à mesa junto com seus pais, ainda que no cadeirão. Deve experimentar um pouco da comida que seus pais comem e manusear a colher, ainda que se suje. À medida que ele cresce, deve aprender que a hora de comer é pra conversarem sobre o dia, contar as novidades, partilhar segredos e não ver TV, ou sair andando com a mãe à sua caça.  Que para comer sobremesa deve esperar todos terminarem e que sempre que houver uma novidade, deve ser vista como algo curioso a ser experimentado e incentivado pelos pais. O velho discurso: se ele não quer, deixa. É desestimulante. Devemos elogiar o alimento novo, mostrar que gostamos na frente dele, contar o quanto ele é importante para a saúde.
Tudo isso é hábito saudável. E vai se refletir lá na frente, quando a criança conseguir se portar bem em um restaurante ou quando frenquentar a casa dos amigos e aceitar os alimentos que lá são oferecidos. 
Fica a dica de 2 hábitos que precisamos cultivar sempre: Cuidar do corpo e da alimentação!

Boa semana,


Priscila Zunno Bocchini

Cartilha sobre o desfralde









Pensando em ajudar mais pais, além de alunos, postei aqui a nossa Cartilha. Quem quiser um exemplar, basta pegar na Escola.