Total de visualizações de página

Bem-vindo ao Blog do Berçário Pé Pequeno!

Criamos este espaço para que nossos papais, mamães, colaboradores e demais interessados
possam trocar informações sobre o desenvolvimento dos bebês, rotina escolar, assuntos relacionados
ao universo infantil e tudo mais que surgir de inquietação, dúvida, medo, alegria, felicidade, etc, etc, etc...

Ah, você ainda não conhece o Pé Pequeno?
A hora é agora! Entre no site www.passoseguro.com.br e conheça essa querida Escola, instalada há 23 anos no bairro da Mooca, em São Paulo-SP que, ao longo desses anos, tornou-se referência em Ed. Infantil na região.

Não hesite em postar seus comentários. Basta clicar em Nome/URL, digitar o seu nome, e postar.
Vale salientar que para postar comentários você precisa usar um navegador mais avançado, como
Mozilla, Forefox, Google Chrome. O Internet Explorer não suporta.

Todos os comentários são muito bem vindos!

sexta-feira, 15 de março de 2013

ATENÇÃO - IMPORTANTE


A Unilever Brasil publicou nesta quinta-feira um comunicado informando que o conteúdo de 96 caixas do suco AdeS Maçã 1,5 litro, do lote AGB 25, está impróprio para consumo. A empresa detectou falha no processo de higienização, que resultou no envase de embalagens com solução de limpeza. O consumo do produto nestas condições pode causar queimadura. Os produtos deste lote, fabricado em 25 de fevereiro e válido até 22 de dezembro deste ano, foram distribuídos nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.
Segundo a empresa, a falha identificada já foi solucionada. Os produtos existentes na fábrica foram retidos e os que ainda estão nos pontos de venda estão sendo recolhidos. A fabricante solicita que os consumidores não utilizem o produto, caso já o tenham comprado. E que entrem imediatamente em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) pelo número 0800 707 0044, das 8h às 20h, pelo sac@ades.com.br.
Fonte: http://oglobo.globo.com/defesa-do-consumidor/unilever-anuncia-recall-do-suco-ades-maca-devido-risco-de-queimadura-7834313

quinta-feira, 14 de março de 2013

Dicas de Psicomotricidade - Exercitando a dominância lateral

Confiram o vídeo de uma de nossas bebês almoçando:

video

Dominância Lateral

Percebam como ela prefere pegar com a esquerda.
Observem como conduzimos a situação, fazendo-a experimentar a direita.

Nessa idade a criança ainda não é capaz de ter a dominância lateral definida e precisa exercitar os 2 lados. Para que ela não seja induzida a comer sempre com a mesma mão, oferecemos a colher no meio do prato.
Quando ela opta por uma única mão, decidimos oferecer do outro lado, para que ela também experimente esse lado pouco utilizado.

O máximo, né?
Façam em casa!!!!

Priscila Zunno Bocchini

Exercício de cidadania


Ontem foi um importante dia na história do mundo: pela segunda vez, tivemos o privilégio de ver um conclave acontecer e eleger o terceiro Papa da maioria de nossas vidas.
Ao mesmo tempo que, apesar de não frequentar a religião católica, emocionei-me com a postura do novo representante, fiquei estupefata com a falta de cultura, respeito e educação que permeou os comentários “facebookianos”.
Depois de um mega discurso para os meus filhos no carro, quando voltava daqui da escola, explicando o que é um Papa, o que é um conclave, o que é o Vaticano, chegar em casa e mostrar fotos de quando estive por lá, explicando sobre a Igreja e seus representantes, sobre a cultura de um país e de um mundo, ligar a TV e fazê-los ouvir o noticiário anunciando as primeiras palavras de Francisco, explicar a fumacinha branca, fazê-los entender porque lá é noite e aqui é dia, porque ele fala em Italiano se ele é Argentino, e mais uma infinidade de coisas, deparo-me com um Facebook satirizando a ascendência do Papa ou anunciando o fim dos tempos depois dessa eleição.
Não sei nem que adjetivo escolher para revelar a minha indignação (ou talvez frustração?).
Jamais entrarei no mérito religioso, até mesmo porque não estou aqui para isso. Estou entrando no mérito social, cultural e histórico que o momento merece.
Logo depois do jantar, coloquei-me a estudar para a prova de ciências com meu filho, que tinha como capítulo o exercício de cidadania, o respeito ao próximo, independentemente de sexo, cor, CREDO ou condição sócio-econômica. Explicava para o meu filho que somos todos iguais e que jamais podemos nos achar melhores que ninguém. Que nossa educação deve ser sempre a mesma, ao entramos no elevador temos que cumprimentar as pessoas, independentemente delas responderem ou não, delas serem altas, baixas, bem vestidas ou mal vestidas. Temos que agradecer por tudo que nos fazem, seja essa pessoa a nossa empregada doméstica ou o nosso chefe. Temos que tratar todos com respeito, seja um mendigo de rua ou o presidente do nosso país. Temos que respeitar as opiniões alheias, independente de estarem de acordo ou não com o que pensamos.
Nesse momento, eu fiquei aliviada do meu filho ter apenas 6 anos e não ter Facebook. Senão, como seria? Depois de um lindo discurso da mamãe e da sua escola (através do material pedagógico), falando que temos que ter respeito pela diversidade, ver as pessoas malhando o Papa e sua igreja em praça pública?
Nesse momento, eu fiquei aliviada de ser diferente da grande maioria das pessoas que ali postavam e de dizer com honra e dignidade que ensino valores aos meus filhos (e exijo que eles aprendam), que eu mesma cumpro sem dificuldades.
Nesse momento, eu fiquei aliviada de saber que um dia terei muitos motivos para me orgulhar dos meus filhos, por eles terem conhecimento sobre aquilo que não faz parte do dia-a-dia deles, mas que faz parte do mundo. Por eles poderem fazer uma viagem à Europa e saberem muitos dos motivos pelos quais as coisas lá estão, daquela forma, até os dias de hoje. Por eles terem arraigados em suas vidas cultura, valores e, principalmente, ética que os tornarão seres humanos cada dia melhores.
Nesse momento, eu fiquei triste... Afinal o que será do mundo daqui uns anos? 

Priscila Zunno Bocchini